27 maio 2007

VOU ADERIR À GREVE

Na qualidade de militante do Partido Social Democrata, sugeri aos TSD - Trabalhadores Social- Democratas que aderissem à Greve convocada pela CGTP para o próximo dia 30 de Maio .
No mesmo dia e também por e-mail incitei o Presidente do PSD a encetar negociações com a CGTP quanto a uma eventual adesão à greve de 4ª feira .
Do Dr. Marques Mendes não recebi qualquer resposta situação a que já me habituei .
A sua grande ocupação por certo não lhe permitirá responder às questões que lhe tenho formulado .
A resposta dos TSD não me convenceu .
A razão que invocaram para a não adesão à greve ( o ter sido « desencadeada pela Intersindical sem espírito de unidade » ) é literalmente cilindrada pelas « muitas e fortes razões para os trabalhadores portugueses protestarem quanto ao rumo que o País está a seguir e aos sacrifícios brutais que o governo lhe está a impor » a que aludem no comunicado que me enviaram datado de 22.05.2007 .
Assim VOU ADERIR À GREVE e incentivo todos os Amigos e Companheiros do meu Partido a fazerem o mesmo , sejam quais forem as respectivas profissões .
Entendo que o Partido Social Democrata não se deve orientar por preconceitos relativamente às manifestações de rua em geral e às convocadas pela CGTP ou outra central sindical em particular, devendo sim analisar os fundamentos dessas manifestações e incentivar os seus militantes a nelas participar sempre que entender que são justas as razões invocadas para a sua realização, como é manifestamente o caso da greve geral de 30 de Maio .
E se vierem a ser elaboradas listas dos grevistas, então façam o favor de colocar o meu nome no primeiro lugar da lista negra .

3 comentários:

Anónimo disse...

a democracia é um perigo, permite que se coloque no poder pessoas incompetentes e sem estrutura profissional que apenas vivem de fachada. Os votos são altamente manipulados e só se submete ao eleitorado aqueles que não conseguem vingar pelo seu próprio pé e pelos argumentos que defendem. Por isso abaixo a democracia e viva a nossa monarquia.

soslayo disse...

Castanheira Baros:

Pois é meu amigo, mas o Sócrates já nem merece que se faça greve devido à prepotência dele como primeiro-ministro. Possui todos os adjectivos que se possa imaginar e apenas há que esperar por 2009 e dar-lhe a "guia de marcha" para o olho da rua que ele mais que ninguém merece! É que o povo português já se apercebeu que falar com autistas, mentirosos, prepopentes e ditadores não vale a pena perder tempo... Ele que continue a fazer o que lhe dá na real gana por que o povo não o esquecerá no próximo acto eleitoral. Mesmo que as sondagens por encomenda lhes dê vantagens!? Veremos. Um abraço.

João Carlos disse...

Prabéns, Jorge, pela coragem, pela lucidez e pelo sentido de cidadania.

Nunca, como hoje - e depois do 25 de Abril - a unidade dos cidadãos foi tão necessária.

Um grande abraço

João Carlos